Uma dupla declaração de amor!!

Estou passando pelo melhor momento da minha vida… sei bem que muitos virão, mas estou curtindo cada segundinho agora.

É uma experiência incrível perceber que tem um bebezinho dentro de mim, crescendo a cada dia! Imaginar que daqui uns 4 meses ele estará nos meus braços e na minha vida!

Ainda mais incrível é ter ao meu lado um marido tão especial, que vive toda essa fase intensamente comigo! Cada manhã dando bom dia para o nosso bebê e acariciando a minha barriga, procurando sentir os seus movimentos, estudando a respeito dos bebês, tendo momentos a três (as vezes só eles dois, é bem verdade) inesquecíveis!!

Após 7 anos e meio, o Cris me escolheu para ficarmos juntos “até que a morte nos separe”, há quase 6 anos! Nosso casamento, um momento único, marcou para sempre minha vida!

Agora, ele realiza o meu sonho (e também dele), de termos uma família completinha!

As emoções e os sentimentos dessa fase são intensos… é estranho, mas não tenho (ainda) nenhuma dos medos e das inseguranças comuns das mães de primeira viagem (Saberei isso? Saberei aquilo? Serei boa mãe?)… vivo uma felicidade plena, que na verdade nem sabia que existia!

 

Vivo um mundo novo, um mundo que esses dois rapazes tão especiais me deram… o Cris e o Pedro!!

E como não podia deixar de ser, tem uma música que me faz pensar nisso, que transmite o que sinto de uma forma linda… apesar de ser da Sandy, essa é a minha declaração de amor para vocês dois!

 

CLIPE

“E apesar de ser tão imenso
Cabe em mim
O mundo que você me deu”

 

Meus dois homens, meus dois amores!! Amo vocês!

 

5 thoughts on “Uma dupla declaração de amor!!

  1. Ei Aline! Gostei muito do seu blog. Os posts falando da gestacao estao ótimos! Por acaso voce teve que fazer muita coisa burocrática devido ao fato de que terá um filho na Franca? Tipo CAF, Sécurité Sociale…
    Abracos e muita saúde para voce e o baby!
    Nicole

  2. Bom dia Nicole!

    Que bom que gostastes do blog!! A idéia dele é mandar notícias para a família e amigos, mas fiquei bem feliz de poder ajudar de alguma forma outras pessoas.
    Você está grávida? Aqui na França?
    Bem, estamos no país da burocracia, não é? Tem muita coisa a ser feita sim, mas está sendo tudo muito tranquilo e orientado pelo médico. Com 12 semanas ele me passou uma declaração de gravidez (e não dá antes pelo risco de aborto, não adianta pedir) que eu levei na CAF e na sécurité sociale, assim com 7 meses de gestação o governo fará uma análise da minha situação (e de meu esposo) para ver se teremos direito a uma ajuda de custo pela gestação (não sabemos quais os requisitos).
    De resto tudo tranquilo, precisa efetuar uma pré-reserva na maternidade de onde pretendes ter o bebê lá pelo sexto mês, e se vais ficar por aqui, é bom se cadastrar nas creches para tentar uma vaga no futuro (a partir dos 3 meses de vida do bebê). Dizem que são muito boas e pagas pelo governo (os pais apenas dão uma contribuição de acordo com sua possibilidade, a ser acordada com a creche), e portanto, disputadíssimas, mesmo por quem tem condições de pagar particular.

    Espero ter ajudado um pouquinho, mas sinta-se a vontade para perguntar, ok?
    Abraços
    Aline

    • Aline, muito obrigada pela resposta! Nao estou gravida, mas como vou passar os proximos anos em Grenoble, gosto de saber como tudo se passa por aqui. Nunca se sabe né… 🙂

    • since these seem to function more or less as open threads, here’s a question for the audience in general: is there any good reason for house prices to be multiples of the typical annual income, or is it a side effect of centuries of overly liberal credit? are there any numbers out there on the average price of a house (in a settled, but relatively non-supply constrained, i.e. both non-frontier and nomtnanha-tan) market, say, 150 or 250 years ago? or is it that land really is just that valuable, and the european model of a few gentlemen rentiers and teeming masses of tenants is the natural state of affairs?

  3. Spend one hour a day in adoration of your Lord and do your best not to do anything you know is wrong (pap)rhrasea. That was it! At first he was puzzled, as she didn’t even speak to his problems at all! Later, he realized that, while he was speaking to her from below, she had given him an answer from above. The Psalms do this for me, as do some other books that have come to mean a lot to me over the years (some of which you recommended to me when you lived and worked here in Florence). Thanks!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *