Barriguda… a evolução

Hoje, com 27 semanas de gestação, a barriguinha virou barriga… em breve: barrigão!

Sincermente, não tinha idéia de como ela ia crescer tão rápido depois de um certo período. No início era um tormento, nada dela aparecer. Mas agora, muda a cada semana! E esta fase começou com a chegada das famílias para nos visitar… acho que o Pedro queria se exibir, aparecer um pouquinho para os avós, tios e primos.

O Cris perguntava sempre se estava comendo fermento, de tão rápido que ela cresceu 😛

Depois daqueles dias das visitas da família (estava com 22 semanas), não parou mais de crescer e crescer…

Hoje já quero sair na rua mostrando o nosso pequeno piá, estou louca para que esquente para usar as roupas lindas de gestante de ganhei (não preciso falar o quanto é elegante uma mulher grávida que sabe da importância de usar roupas adequadas para esse período né? Falando nisso… tem uma loja maravilhosa em Santa Maria para gestantes e bebês que eu adoro… hehehe)! Ainda bem que na fase de barrigão vai ser quente aqui na França! Dá pra pegar um solzinho, exibir a barriga, caminhar, eita coisa boa!

Mas essa barriga já dá um trabalhinho que vocês nem imaginam… eu não imaginava ao menos que me abaixar, por exemplo, seria tão cansativo! Algumas mudanças:

* limpar a casa já não é mais a mesma coisa, a cada abaixada de 1 minutinho, preciso uns 2 ou 3 para me recuperar, preciso sentar e respirar mais devagar: o Cris assumiu a limpeza de algumas partes mais difíceis da faxina, como a banheira e o chão do banheiro (que é cheio de cantinhos)! Um gentleman, não?!

* dormir já não é mais o meu esporte favorito! Verdade… o desconforto nas costas (e já adotando um travesseiro no meio da pernas e outro dando suporte para a barriga) me faz levantar cedinho (tá bom… lá elas 8h30min).

* e colocar os tênis para sair caminhar? Não é mais só me abaixar e rapidinho estar pronta… hehehehe, tenho que rir da cena!

Estes dias ao colocar os tênis o Cris me falou “daqui uns dias tu estarás como eu e o pai (referindo-se a falta de flexibilidade)!” Verdade… apenas com a diferença que depois do Pedro nascer, tudo deve voltar ao normal… para mim! 😛

* refluxo e azia: isso é realmente uma coisa um tantinho desagradável! Já li a respeito: são os hormônios! Malditinhos!! E infelizmente não há muito o que ser feito. As orientação são as básicas… não comer chocolate, não deitar após de alimentar, não comer muito, não beber durante as refeições, não beber água durante as crises…

 

OBS.: após publicar este post, fui fazer o meu almoço e acabei voltando aqui para acrescentar o item abaixo:

* desatenção e falta de noção de espaço! Como pode uma pessoa repetir sempre ps mesmos “erros”? Pois essa é a minha sina, ao menos por enquanto! Mas agora imaginem… ao colocar o sabão em pó e/ou amaciante no compartimento da máquina de lavar, sempre errar o espaço e derrubar metade no chão; ou bater a caneca cheia de leite, todos os dias, quando vai colocá-la no microondas; tropeçar nos próprios pés?! Só rindo mesmo… não podia deixar de postar aqui!

(…)

 

Mas não posso reclamar! Afinal, são os primeiros desconfortos e já estamos na fase final, passei mais de 5 meses com uma gestação super tranquila!

Bem… vocês devem estar curiosos para ver a pança né? Ok, ok, ok!! Mas preparem-se, afastem-se um pouco do computador para dar espaço!

20130428_100506-1[1]

Achei melhor colocar uma foto de perfil… para garantir a segurança de vocês!

 E aí? O que acharam?

Beijinhos meus e do Pedro!!

 

3 thoughts on “Barriguda… a evolução

    • Obrigada Leone… agora, 2 semanas e meia depois dessa foto, a diferença é gritante! A barriga cresce a cada dia! Não sei onde vou parar primo… hehehehe!!
      Mas estou adorando! É inexplicável sentir o bebê chutando (apesar de alguns chutes serem tão fortes que chega a doer) dentro de ti, acho uma pena que os papais não possam sentir isso 🙁

  1. Pingback: Barriguda? Eu??? | Vivendo na França

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *