Tag Archive | Grenoble

Quem é vivo sempre aparece!!1

Falaaaaa galera!! Se é que ainda existe alguém que passe por aqui… e se passar deve ficar preso nas teias de aranhas, heuaheua!!

Well… depois de uma grande temporada fora do blog e da França, estou de volta: no blog e na França!!

Sim, estamos novamente morando em Grenoble, inicialmente por mais 2 anos! Neste tempo ficamos 10 meses no Brasil, curtindo a família, o Cris terminando o Doutorado e nos preparando para voltarmos.

E depois de muita choradeira, voltamos!

E como estar na França facilita, e muito, viajarmos, nada melhor que reativar o blog para escrever um pouco sobre nossas viagens (faltaram muitas da leva antiga, dessa vez prometo estar mais presente), sobre minhas corridas e quem sabe… sobre a chegada de um(a) segundo(a) herdeiro(a)!!

 

Bem, voltamos no dia 11/02 e ainda estamos hospedados na casa de amigos a procura de um apartamento para nos acomodarmos. Assim, minha missão no momento é: cuidar do Pedro (que está lindão e enorme, logo posto fotos aqui), buscar apartamentos e CORRER!!

 

Pois é, neste ano vai dar certo a MEIA MARATONA DE PARIS!! Estou treinando firme, será agora no dia 08/03, estou na reta final de treinamentos!! Mas eu escreverei a respeito logo logo!

 

Para reiniciar está bom né?

Espero que vocês não tenham desistido de mim!!

Abraços

 

Neve em Grenoble

Bonjour…

Como todos já devem saber, seja porque eu não parava de ligar ou pelas fotos do facebbok, neste último domingo nevou em Grenoble!! E eu não podia tardar para escrever sobre ma première neige (minha primeira neve)!!

Mas contarei do início…

No sábado, vimos a previsão de neve para o final de semana, neve fraca é bem verdade, ao menos em um primeiro momento era o previsto. Sendo assim, decidimos ir comprar roupas adequadas para correr e passamos a tarde dentro de uma loja. Ao sairmos… friozão!! E a diferença para os demais dias foi tanta, que resolvemos bater fotos para mostrar, aqui no blog, como estávamos agasalhados, nada comum para o início do outono!

Frio de renguear cusco

Frio de empedrar água de poço

Após, mais ou menos uns 30 minutos dessa foto, ao descermos do trem urbano daqui de Grenoble, a surpresa… neve!!

Alguns floquinhos de neve, que se confundiam com chuva é bem verdade, estavam caindo! A Alinizinha aqui, claro, ficou “mais faceira que pinto no lixo” (palavras do maridão)! Só dava eu na estação pulando e batendo fotos, afinal o frio estava de lascar… -1ºC com sensação de -7ºC. O vento era tão forte, que nos fazia parar de caminhar (e olha que o casal aqui não é dos mais magrinhos)… nossas mãos ficaram “congeladas” a ponto de perdermos o tato e sentirmos dor ao aquecê-las.

image

Bem, foi o tempo de chegar em casa, nos esquentarmos e fazermos vídeo-conferência com as famílias para mostrar a neve que… a bichinha aumentou! Aí já viu… mandei até recados escrevendo na neve dos carros 😉

5h20min da madrugada, acordo para o “pipis noturno” e dou uma espiadinha no jardim…
NEVEEEEEE… muita neveeee!!

“Cris acordaaa… tem neve igual o Natal no nosso jardim!” Jurando que alguma vez eu vi neve no Natal! 😛

Coloquei minha roupa Gre-nal e me fui para a rua… aquela rua toda branquinha, só minha, nem pegadas tinha… me apaixonei!! Pulei, sentei na neve e até comi a danada (conselho da minha professora de francês). Fiquei tão feliz, que mal conseguia pegar no sono depois!!

20121027_200042[1]
Bem, a história foi gradual: frio, neve fraca, mais neve acumulada e… quando acordei (de novo)… muito mais neve!! Já viu, fiquei como mosca em tampa de xarope!! 😉
Tomamos um bom café da manhã (afinal o corpo gasta energia para se manter aquecido – que desculpa hein?!) e partimos para passear na cidade e na neve!

Primeiro enfeitamos nosso jardim!!

Boneco de neve… clássico!

Ceva na neve… clássico!

A cidade mudou completamente… uma paisagem jamais vista por mim… fiquei apaixonada!
Tudo branquinho, lindo!!

Outono coberto de neve, uma combinação perfeita!

A força das rosas!

Passeando…

Cidade branca… bastilha ao fundo!

telhados brancos

Bastilha ainda mais linda!

Não exitamos… subimos de teleférico!! Que linda a paisagem…

Como não podia deixar de ser… eu e o Cris nos divertimos muito com a neve!

Na escultura alheia

Gelando a poupança…

…e o corpo todo!

Pensa rápido!

Curtimos a paisagem e também namoramos um pouquinho!

Encontramos alguns amigos brasileiros, o que rendeu muita guerrinha de neve e boas risadas!

Guerrinha de neve… imperdível!

Raquetada na neve!

Aguardamos a noite na bastilha para vermos as luzes da cidade se acenderem… e valeu muito a pena!

É importante salientar que, segundo informações dos noticiários e rádios daqui, essa “tempestade de neve” é super Anormal, ocorrendo a cada 10 anos, mais ou menos! Primeiramente pela época do ano, pois estamos no outono! Segundo, porque aqui em Grenoble não é comum nevar tanto a ponto de acumular nas ruas dessa maneira.

Posso dizer então que sou uma pessoa de muitaaaaa sorte hein?

Ahhh e não poderia encerrar sem antes agradecer ao maridão… que já conhecia a neve e teve toda a paciência do mundo comigo, toda faceira neste dia super especial e inesquecível!! Obrigada pelo companheirismo e pelo amor!!

Ahhh… o verão!!

Oi Galera

Sempre que conversamos com alguém sobre os primeiros dias aqui na França, duas perguntas são feitas… sobre o tempo e sobre a comida.

Hoje decidi falar um pouco sobre o clima daqui de Grenoble e da região.

Grenoble é rodeada de montanhas e por esse motivo o inverno é bastante rigoroso e o clima no verão é muito abafado, quando as temperaturas chegam a quase 40°C. Alguém conhece uma cidade assim aí no Brasil? Pois é… clima muito parecido com o de Santa Maria!!

O filósofo Stendhal dizia que “em Grenoble no fim de cada rua existe uma montanha”, e essa é a realidade da cidade, o que influencia muito no seu clima.

Quando chegamos aqui, pegamos a chamada “onde de calor”, e tivemos uns 10 dias muito quentes, com temperaturas em torno dos 40 graus. Foi realmente difícil sair do inverno gaúcho e vir para o auge do verão europeu, mas a gente foi se adaptando…

Aqui, no verão, o programa dos franceses que não moram no litoral é ir para os lagos. Esses lagos são lindos, ficam no meio das montanhas, e, em geral, são formados pelo degelo. Então a paisagem é linda, como vocês podem ver no link das fotos acima.

Neste dia das fotos fomos para o Lago Petitchete, passar o dia conversando, admirando a paisagem e provando baguete, queijo e vinho! Ah, aqui os passeios são feitos com uma “lancheirinha” junto 😉

Encontramos outros  brasileiros indo para o lago, e passamos o dia juntos! Sim, somos um imã de brasileiros! Hehehe!

Ao lado, tinha outro lago que já visitamos, o Laffrey, também com paisagens bonitas, mas um pouco mais tumultuado pelas pessoas que iam praticar o windsurf.

No dia seguinte ao passeio no lago as temperaturas já começaram a baixar… e na semana seguinte tivemos 13 graus aqui em Grenoble.

Para a surpresa de todos, daqui da nossa sacada, conseguimos avistar neve nas montanhas! Essa neve era esperada somente para final de outubro, sendo notícia na TV e animando os turistas que conseguiram aproveitar o calor do verão europeu e a neve em uma mesma época!

A foto abaixo é da nossa vista daqui de casa!!

Ao fundo, as montanhas com neve

Claro que agora, como ainda é verão, o friozinho inesperado está passando, voltando as temperaturas de 18 a 26 graus nos próximos dias!

Então… vamos aproveitar o verão!!

À Bientôt!!

Segurança… o grande diferencial

Bonjour mes amis (Bom dia amigos)

Hoje quero falar de uma coisa que realmente faz diferença no dia-a-dia, a segurança!

Logo nos primeiro dias eu e o Cris já percebemos que, o que ouvimos falar sempre de amigos que moram fora do Brasil é realmente verdade… se segurança é o grande diferencial na qualidade de vida de uma cidade. Aqui em Grenoble podemos andar nas ruas com tranquilidade, independente do horário, sem o medo de sermos abordados por alguém a cada 10 passos.

É claro, que como em todos os lugares, não dá pra andar sem “nenhum cuidado”, deixar a mochila na mesa sem ninguém e se servir num restaurante, deixar a bicicleta sem cadeado, pois aí passa de tranquilidade para “dar chance para o azar”!

O que o pessoal daqui fala, é que tens uns imigrantes árabes que vem para cá e formam as suas  “comunidades” em alguns bairros mais afastados (que o pesoal não indica morar) e ficam nas esquinas, e que por vezes abordam as pessoas para pegar o dinheiro, o celular… mas que jamais irão te machucar, pois o que realmente querem são os pertences. Mas dizem… pois até hoje ninguém sabe de outra pessoa que foi assaltada… é um recado/alerta, mas a gente se cuida, claro!!

Nós andamos muito aqui… vamos para o mercado, para bares, tudo a pé! E como não poderia deixar de ser, voltamos também da mesma forma… por vezes após a 1h da manhã, horário em que o tram (trem que percorre a cidade) já encerrou os trabalhos, e que o pessoal vai para casa de carro (para quem tem), de bicicleta ou a pé, como nós! E tudo sem nenhum problema! Isso realmente faz muita diferença!

Mas para terem uma noção de como as coisas funcionam aqui em relação a segurança, tiramos uma foto e uma das coisas que estranhamos aqui… o caixa eletrônico!

O caixa eletrônico é assim mesmo, na calçada, sem nenhuma cabine, fora do banco! No início é muito estranho… sacar dinheiro com uma pessoa sentada no chão ao lado do caixa? Sim… é possível!

Au revoir!

A VIAGEM E A PRIMEIRA IMPRESSÃO DE GRENOBLE!

Nossa viagem foi muito boa… Saímos de POA às 20:25 do dia 14/08 e chegamos em Grenoble às 19:40, horário local (no Brasil 14:40), do dia seguinte. Tudo muito tranquilo, mas como não podia deixar de ser, uma viagem um pouco cansativa… faz parte!

 

 

 

 

 

 

 

Já em Grenoble, ainda dia (aqui escurece às 21h, pois é verão), fomos comer algo com a nossa amiga brasileira Débora Matos, que nos ajudou muito nestes primeiros dias!

No dia seguinte, compromissos burocráticos e um passeio pela cidade! Nesta noite caminhamos ao redor do Rio Isére, e ali conhecemos um cantinho da cidade cheio de restaurantes italianos, um clima super gostoso!

 

Já nos apaixonamos pela cidade!

Situada no sudeste da França, Grenoble é uma cidade com aproximadamente 160 mil habitantes e, incluindo a área urbana ao redor da cidade, chega a 560 mil habitantes. É rodeada por três montanhas: ao norte, Chartreuse; ao sul, Vercorsand; e a lesta fica a cadeia de montanhas Belledonne.

Abaixo, fotos do Rio Isére

 

 

 

 

 

 

 

Aqui há muitos bares e restaurantes, como em qualquer cidade universitária! Por sinal… muito parecida com Santa Maria/RS, pois além dessa característica, faz um calor que só vi na nossa terrinha!

Assim, na terceira noite aqui… chegou a hora de tomarmos uma cervejinha (com a nossa amiga Débora), afinal, com um calor de 38 graus, a gente merece! Santé!!

No Pub Berthon